Serra do Açor - Arganil

Instalado na localidade de Coja, Concelho de Arganil, o Centro de BTT da Serra do Açor, integra o território que lhe confere o nome. A Serra do Açor é uma montanha predominantemente xistosa que integra a cordilheira central, em conjunto com a Serra da Lousã e a Serra da Estrela, abrange os grande parte dos Concelhos de Arganil e Pampilhosa da Serra e parte dos concelhos de Góis, Oliveira do Hospital, Seia e Covilhã, atinge os seus pontos mais altos em S. Pedro do Açor (1342m) e Cebola (1418m), estendendo-se por uma área superior a 25 mil hectares.
Há muitos séculos, as verdes pastagens da Serra do Açor, atraíam grupos de pastores que aí levavam os seus rebanhos. Diz?se mesmo que esses pastores seriam os Lusitanos, hábeis criadores de cavalos que povoavam os Montes Hermínios (Serra da Estrela). Ao longo dos tempos as populações foram criando condições para a sua subsistência, conquistando à Serra cada pequena leira cultivada em socalcos. A agricultura, pastorícia e a apicultura constituíram assim as principais atividades das populações. Pelo alto da Serra do Açor passava a antiga estrada real que ligava Coimbra à Covilhã por onde circulavam caravanas de carros de bois que traziam do litoral o peixe e o sal para levarem no regresso a carne, o queijo, os lanifícios e até gelo, das terras do interior.
Para além de histórica, a Serra do Açor é um concentrado de beleza natural, é uma montanha fendida por dezenas de ribeiras de águas límpidas e pequenas e belas povoações que merecem ser descobertas, como é exemplo as Aldeias do Xisto de Benfeita e Vila Cova de Alva. Nesta área é possível ainda encontrar uma das relíquias da floresta autóctone portuguesa, a Mata da Margaraça, que integra a Paisagem Protegida da Serra do Açor e a Rede Natura 2000.
Para chegar a Coja, onde se localiza a estrutura de acolhimento de Centro de BTT, a partir da A1, deverá utilizar-se a saída de Coimbra Norte, seguindo o IP3 em direção a Viseu durante aproximadamente 28km, saindo no IC6 em direção a Arganil. A partir do IC6 poderá dirigir-se para Coja via Arganil pela EN342-2 e EN342 ou sair diretamente da IC6 para a antiga EN344 até Coja. Já em Coja deve dirigir-se ao parque do Prado.
  • Turismo Rural
  • Restaurante
  • Café
  • Outras Actividades
  • Praia Fluvial
  • Percursos Pedestres
  • Balneários c/Banhos Pagos
  • WC
  • Lavagem de Bicicletas Paga
  • Oficina Self-Service
150 Km trilhos sinalizados
4 Níveis de dificuldade
4 Percursos

Percursos

P31 - P31
+
O percurso percorre na fase inicial algumas ruas estreitas de Co?ja, em direc?a?o a? Ponte Romana onde inicia o pe?riplo por pisos de terra batida, em direc?a?o ao Parque do Vale. Nesta fase o percurso segue pelo limite do peri?metro urbano de Co?ja em direc?a?o ao Aero?dromo e a? zona das antigas indu?strias cera?micas, sempre em caminhos de terra batida. Contornada esta zona o percurso inflete para este em direc?a?o a? Quinta dos Vales, atravessando de seguida a zona de Ga?ndara. Neste local inicia-se a abordagem a Co?ja, atrave?s de um caminho pavimentado descendente, ate? ao interior desse aglomerado. A travessia desta localidade e? efetuada atrave?s das ruas antigas, passando junto ao centro paroquial e a? Biblioteca, em direc?a?o a? a?rea agri?cola pelo caminho da Senhora da Ribeira seguindo um trilho agri?cola que acompanha uma levada, ate? ao fim, no Parque do Prado. 
Distância: 6,37
Tempo: 1h - 1h30
Desnível Acumulado: 180
image
image
P32 - P32
+
“Percursos moderados, para praticantes com um ni?vel de resiste?ncia moderado”. O percurso percorre na fase inicial, em conjunto com o percurso verde, algumas ruas estreitas de Co?ja, em direc?a?o a? Ponte Romana onde inicia o pe?riplo por pisos de terra batida, em direc?a?o ao Parque do Vale. Nesta fase o percurso segue pelo limite do peri?metro urbano de Co?ja em direc?a?o ao Aero?dromo e a? zona das antigas indu?strias cera?micas onde abandona o percurso verde seguindo para norte, sempre em caminhos de terra batida. Deste o local o percurso contorna o Aero?dromo a norte e segue ao longo do vale do Rio Alva, na interface da zona agri?cola e florestal, ate? a? ponte de pedra sobre o Rio Alva, em Barril de Alva. Neste local o percurso inverte o sentido seguindo novamente em direc?a?o a Co?ja, paralelamente ao sentido ida, mas a uma cota superior, permitindo uma boa visibilidade sobre o Vale do Alva, passando pela zona de “Vales”, ate? a? proximidade dos barreiros das antigas industriais cera?micas. Nesta zona o percurso inflete para sul em direc?a?o a Casal de S. Joa?o, atrave?s da zona de Ga?ndara. Na localidade de Casal de S. Joa?o o percurso efetua uma travessia em alcatra?o com cerca de 0,65km, num caminho municipal pouco movimentado, deixando a partir de um caminho a? direita, em direc?a?o ao aglomerado de Pisa?o. A travessia desta localidade e? efetuada atrave?s das ruas antigas, passando pela igreja, em direc?a?o a? a?rea agri?cola pelo caminho para Casal Moura?o e Vale de Carro. A partir desta zona o percurso segue sempre o sentido da Ribeira da Mata da Margarac?a atrave?s de caminhos agri?colas e um troc?o de 0,25km de alcatra?o ate? a? Senhora da Ribeira, onde e? efetuada a travessia da Ribeira a vau ou atrave?s de uma ponte, encontrando-se de seguida com o percurso verde, seguindo um trilho agri?cola ate? ao fim, no Parque do Prado. 
Distância: 16,75
Tempo: 2h00 a 3h00
Desnível Acumulado: 350
P33 - P33
+
Mais informações brevemente..
Distância: 40,63
Tempo: 3h30 a 5h30
Desnível Acumulado: 1210
P34 - P34
+
Mais informações brevemente..
Distância: 86,12
Tempo: 4h30 a 6h30
Desnível Acumulado: 2450