Vouzela

A bonita vila de Vouzela, sede de concelho, situa-se na bela região da Beira Alta, na fértil zona de Lafões, encantando pela sua beleza natural, património e antiga história. 

De facto, esta é uma vila com bem remotas origens, existindo pelo concelho diversos legados bem antigos, como o Castro da Senhora do Castelo, ou a herança do Império Romano que soube aproveitar a centralidade da região, no seu importante eixo viário, cruzando-se aqui duas importantes vias, uma delas partindo para o litoral. 

Situada num verdejante região de grande beleza natural e forte feição rural e tradicional, Vouzela apresenta também um interessante património arquitectónico, destacando-se a bela Igreja Matriz em estilo Românico, o Pelourinho, a Igreja da Misericórdia do século XVIII, a bela Capela de São Frei Gil datada do século XVII, bem como as várias casas Senhoriais e Solares, construídas com o típico granito da região, que podem ser encontrados um pouco por toda a região, denotando a importância agrícola e consequente geração de riqueza para os “senhores da terra” ao longo dos séculos. 

Vale a pena uma visita ao interessante Museu de Vouzela, que aborda a história e etnografia da região, albergando igualmente algumas obras de arte de coleccionadores da região. 

Do Parque de Nossa Senhora do Castelo, tem-se um panorama de excelência sobre grande parte da região de Vouzela, encontrando-se aqui a Ermida de Nossa Senhora do Castelo, e também um Parque de Campismo. 

Vouzela tem sabido manter as suas tradições, mormente rurais e etnográficas ao longo do tempo, destacando-se ainda hoje o seu artesanato com trabalhos em linho, as colchas regionais, ou as muitas peças de cestaria. Em termos Gastronómicos, muito há para conhecer e deleitar por toda a região, como a já muito famosa Vitela de Lafões ou o Folar. 

Inaugurado a 08/03/2015.
Vindo pela A25 saindo pela saída 13, toma-se a direcção a Vouzela pela N333, N16 e N228
Verão: 9h00 - 19h00
Inverno: 9h00 - 18h00
  • Restaurante
  • Café
  • Aluguer de GPS
  • Balneários c/Banhos Pagos
  • WC
  • Lavagem de Bicicletas Paga
  • Oficina Self-Service
200 Km trilhos sinalizados
4 Níveis de dificuldade
7 Percursos

Percursos

P1
+
Percurso linear, de ida e volta, acessível a todos os praticantes da modalidade. Todo o percurso desenvolve-se na antiga linha férrea do Vale do Vouga, em direção às termas de São Pedro do Sul, passando pelo Túnel Lamas, atravessando a Ponte do Pego, voltando para o Centro de Acolhimento em direção a Vouzela. Possuidor de uma vista extraordinária sobre o vale do rio Vouga e no sopé da mata da Srª do Castelo, em Pleno Parque Natural Vouga – Caramulo.
Distância: 11,7kms
Tempo: 1h00
Desnível Acumulado: 130m
P2
+
À semelhança do percurso P1, de ida e volta, que é acessível a todos os praticantes da modalidade, todo o trajeto desenvolve-se na antiga linha férrea do Vale do Vouga, mas no sentido da vila de Oliveira de Frades. Durante o percurso, poderá desfrutar de uma belíssima paisagem sobre a vila de Vouzela e de vários pontos de interesse da antiga linha férrea, desde o Túnel do Espigão, o Túnel do Monte Cavalo, de uma ponte de alvenaria com 3 arcos – Ponte das Juntas e da singular ponte ferroviária sobre o rio Zela, também de alvenaria, com 15 arcos.
Distância: 12,5kms
Tempo: 1h00
Desnível Acumulado: 124m
P3
+
Percurso em forma de raqueta, com início e fim comuns e coincidente com o P1. Após a passagem pela antiga linha férrea, este desenvolve-se por vários caminhos rurais da União de Freguesias de Fataúnços e Figueiredo das Donas. Durante o percurso, poderá desfrutar de vários pontos de interesse da antiga linha férrea do Vale do Vouga, nomeadamente a Ponte de Negrelos e a Ponte de Pego, sobre o rio Vouga.
Distância: 17km
Tempo: 1h00 a 2h00
Desnível Acumulado: 250m
P4
+
Percurso circular, com início comum a outros percursos, que se estende pela antiga linha férrea do Vale do Vouga até à freguesia de São Miguel do Mato, tendo como vários pontos de interesse a antiga estação do comboio, o Túnel do Coraçeiro, o Túnel de São Miguel e a Igreja Velha de Moçâmedes. Depois, desenvolve-se por caminhos rurais, trilhos e single tracks. É um percurso com interesses paisagísticos e patrimoniais singulares, com destaque para as manchas de carvalho e as margens da Ribeira de Ribamá.
Distância: 43,5kms
Tempo: 2h00 a 4h00
Desnível Acumulado: 940m
P5
+
Percurso circular coincidente com o percurso 4 até à zona de Vasconha, passando pela Capela da Sr.ª da Agonia. É um percurso exigente, mas espetacular, com muita pedra e single tracks, caraterizado por caminhos florestais e rurais singulares sobre a encosta nascente da Serra do Caramulo e o Monte da Sr.ª do Castelo, no coração do Parque Natural.
Distância: 52,5kms
Tempo: 3h00 a 5h00
Desnível Acumulado: 1350m
P6
+
Percurso circular por caminhos rurais, trilhos e single tracks florestais, caraterizado por alguma pedra, não sendo muito técnico. Inicia-se com a subida ao monte da Sr.ª do Castelo, em direção ao Parque Eólico de Fornelo do Monte, até ao limite do Parque Natural, onde se atinge o ponto mais alto do percurso e do concelho. Na fase descendente, o percurso é caraterizado por locais de grande interesse paisagístico e patrimonial,  entre outros a Barragem da Lapa da Meruje e os carvalhais envolventes, a Mata da Penoita e a Torre Medieval de Vilharigues.
Distância: 52,5kms
Tempo: 2h30 a 4h30
Desnível Acumulado: 1530m
P7
+
Percurso circular coincidente com o percurso 6  até à Barragem da Lapa da Meruje. É um percurso exigente mas fascinante, percorrendo uma boa parte do concelho de Vouzela com vários tipos de trilhos, muita pedra, secções técnicas e declives acentuados. Aconselha-se uma boa preparação para o fazer. Destaca-se o interesse paisagístico e patrimonial da Reserva Botânica de Loendros, em Cambarinho, e as Torres Medievais de Cambra e de Vilharigues.
Distância: 39kms
Tempo: 3h00 a 5h00
Desnível Acumulado: 1200m